Concurso Teatro de Londrina


A arte é plena ao alcançar o homem, sendo ela expressada pelo teatro, música, dança, escultura, pintura, poesia, cinema e arquitetura, cada uma dentro da sua peculiaridade. Como elemento de socialização da cultura surge em forma equipamentos urbanos, espaços onde a arte e homem possam interagir livremente. Deveria este equipamento ser um espaço democrático e aberto à comunidade como forma de facilitar o desenvolvimento cultural e não transformá-lo em um produto elitizado.

Cabe aqui, criar espaços abertos à comunidade sem barreiras físicas ou visuais. Neste caso o povo londrinense busca em um edifício, o Teatro Municipal de Londrina, a sintonia de um espaço pleno, contemporâneo, um ícone aberto à comunidade. A partir desta relação surgiria na transparência das ações executadas pelo espaço que além de um espetáculo em uma sala fechada deveria transcender suas divisas e alcançar todo contexto urbano comunicando o teatro com o cidadão de forma simbólica. Ao mesmo tempo o ambiente deve romper com as barreiras artísticas e liberar tanto público como o meio artístico para atuar conjuntamente dentro da edificação.

A proposta para o Teatro Municipal de Londrina responde a essa relação exposta através da funcionalidade adequada de ambas as salas de espetáculo (teatros italianos), concentração e conseqüente otimização dos fluxos e acessos (seja das áreas técnicas quanto públicas) e flexibilidade do foyer e da black box.

Pranchas 01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06 | 07 | 08