Revitalização da Praça dos 3 Poderes - Florianópolis


VISUALIZAÇÃO URBANA


A perspectiva da continuidade urbana local deriva-se pelo rebaixamento de uma porção da Praça dos 3 Poderes, (Tancredo Neves), formando 2 novas praças de caráteres distintos, onde uma praça menor "introspectiva" localiza-se abaixo da malha urbana conferindo mais privacidade aos usuários que utilizam do mercado popular e de outros serviços ofertados. Uma segunda praça ocupa a totalidade do limite da intervenção, onde se configura um grande espaço "árido" de forma a destacar somente a comunicação cívica do entorno, valorizando o poder publico sem interferências.

Dessa maneira configura-se a separação das tipologias utilizando-se da mesma linguagem e do mesmo perímetro urbano. Como base de uma concepção hierárquica, em nenhuma hipótese o mercado popular intervirá na comunicação visual dos edifícios públicos, colocando a praça maior como um plano "seco" para diversos usos urbanos.

DA TRANSFORMAÇÃO DO CUBO


A não individualidade do homem, representado pelo volume de um cubo unitário friccionado em 2, emprega a construção de uma relevante comunicação e acolhimento de toda a população para uma praça de eventos cívicos, culturais e para manifestações de expressão humanitária. Derivados da extração do prisma quadrilátero como uma gaveta que se abre ao mundo surgem 2 marcos visuais e emblemáticos como equipamentos urbanos.

Pranchas 01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06